Boas Maneiras

ladiesetiquette1

Boas maneiras, etiqueta ou manual de boa educação: sempre me interessei por esse tema e busquei livros, livretos e manuais que falassem a respeito. Boa parte do meu interesse também se deve ao fato de minha avó materna, filha de um diplomata e de uma mulher muito rígida, porém sábia, ter passado para as gerações seguintes a importância de se ter boas maneiras e agir com diplomacia.

Há coisas, às vezes detalhes pequenos, que o mundo de hoje parece que foi perdendo com o tempo, perdendo os valores, a noção de como viver em sociedade… Por vezes sem perceber, mas que não deixam de ser uma falta de educação, delicadeza e bons modos. No entanto, como somos mulheres inteligentes, elegantes, finas e bem educadas, não devemos jamais esquecer de certos princípios.

Listei abaixo algumas coisas que constatei por experiência própria, outras que minha família me ensinou, ademais de princípios que estão aí desde que o mundo é mundo e só não segue quem não quer, quem não aprendeu/assimilou ou quem é “ogro” demais para não pôr em prática.

Vejamos:

  1. Antes de dizer ou fazer algo a alguém, tente, por mais difícil que seja, colocar-se no lugar dela (Sei que esse ponto é quase algo búdico!);
  2. SEMPRE, diga “BOM DIA”, “BOA TARDE” e “BOA NOITE” ao entrar nos lugares sem fazer distinção de raça ou classe social, mesmo que ninguém fale nada e você seja ignorado. Não é porque as pessoas são mal educadas que você também precisa ser;
  3. Diga sempre “POR FAVOR” e “OBRIGADA”. “POR GENTILEZA” também deve ser usado;
  4. Aprenda a dizer “COM LICENÇA” e “ME DESCULPE”;
  5. Não fique chamando desconhecidos ou colegas de trabalho de “amor”, “amorzinho”, “gata”, “gatona”, “querida”, “fofa”. Pode soar pejorativo e a maioria das pessoas não gosta;
  6. Se você marcou um encontro ou assumiu um compromisso com alguém, CUMPRA A SUA PALAVRA. Se porventura não puder comparecer, avise com antecedência;
  7. Se você estiver em algum transporte público, mesmo que você não esteja sentado em assentos especiais, ofereça lugar à grávidas e idosos. Não faça vista grossa. Inclusive se ver alguém entrar com muitas bolsas ou peso, ofereça-se para, pelo menos, pôr no seu colo alguma bolsa;
  8. Não ligue para a casa ou celular das pessoas antes das 09:00 e depois de 22:00, a não ser que você seja um familiar ou amigo muito íntimo que sabe que o outro não irá se incomodar. Se for final de semana então, jamais ligue para uma pessoa no horário em que o galo canta; espere pelo menos até 09:00 da manhã para ligar, e mesmo assim se for algo urgente. Eu, por exemplo, trabalho de segunda a sexta, estudo sábado pela manhã e o único dia que me resta para dormir feito uma pedra é domingo;
  9. Jamais se convide para a casa de uma pessoa sem ela ter feito algum convite. Também não insinue ser convidado se o outro não lhe deu liberdade para isso;
  10. Jamais apareça na casa de alguém subitamente sem antes telefonar e avisar que está indo, a não ser que seja da família e já estejam acostumados a fazer isso;
  11. Jamais pergunte quanto uma pessoa ganha/qual é o salário dela. Isso é horrível! Só pode perguntar se a pessoa te deu liberdade para tal e se você for um amigo muito muito íntimo, o pai, a mãe ou o irmão. Tios, tias, primos e afins costumam querer fazer essa pergunta que é indiscretíssima;
  12. Se você mora em edifício em que há mais de um apartamento por andar, ou seja, se você tem vizinhos, feche a porta como uma pessoa civilizada e não bata como se você fosse um homem de neandertal. Seu vizinho pode estar dormindo, rezando ou estudando na hora em que você bater a porta com tudo e até as janelas tremerem;
  13. Se você gostou de algo que uma colega ou conhecida sua está usando (não é amiga íntima), e deseja saber em que lugar ela comprou, não saia perguntando onde e quanto custou desesperadamente. Primeiro elogie e espere a pessoa agradecer o elogio, ou dar alguma abertura e dizer algo sobre de onde é etc. Acho que o pior para mim não é nem perguntar de onde é, mas sim quanto custou. (Essa regra não vale para o blog, ok? Hehehe, como compartilho informações com vocês, estou aqui para falar sobre as lojas e preços, obviamente);
  14. Não se convide para dormir na casa das pessoas e muito menos convide terceiros para dormir numa casa que não é sua;
  15. Se foi convidado para ir à casa de alguém almoçar, jantar, open house ou está indo pela primeira vez na casa de alguém, é de bom tom levar flores, um vinho ou algo para complementar – como uma sobremesa, por exemplo;
  16. Se no seu aniversário recebeu alguma lembrança ou presente de um amigo, quando for o aniversário dele é educado também presenteá-lo;
  17. Se estiver na casa de alguém e for ao banheiro, não aproveite para dar uma de bisbilhoteira e sair abrindo gavetas e caixas;
  18. Respeite a lei do silêncio, seja no edifício em que mora ou na rua em um bairro residencial. Se você está em um bar em um bairro residencial e são mais de 22:00, por mais que o bar ainda esteja aberto, não fique aos berros feito um gralha; há pessoas que residem ali (bebês, idosos, pessoas normais que trabalham cedo e precisam dormir etc). Também não faça obras na sua casa ou ouça música no último volume depois antes das 09:00 e depois de 22:00;
  19. Se você acabou de conhecer uma pessoa ou não tem intimidade com ela, não saia perguntando logo de cara onde ela mora, se é casada ou solteira, qual a profissão dos pais, se tem carro ou não etc. Pode parecer que você está querendo avaliar/julgar a pessoa por onde ela mora, pelo que tem ou pelo status social da família. Isso é feio;
  20. Para mim essa é a mais importante de todas: COMPORTE-SE ADEQUADAMENTE NO AMBIENTE DE TRABALHO. Aprenda que trabalho é trabalho. Por mais que você conviva diariamente com aquelas pessoas e vez ou outra façam alguma piadinha ou falem algo para descontrair, não se esqueçam que ninguém ali é seu amigo pessoal; são apenas COLEGAS DE TRABALHO. Portanto, não pergunte absolutamente nada sobre a vida pessoal da pessoa, A NÃO SER que ela mesmo fale ou dê liberdade para isso. Por exemplo: – não fique perguntando o que a pessoa fez ou onde foi no final de semana ou que vai fazer no próximo;-  não pergunte se ela está namorando ou ficando com alguém;

    – não fique perguntando o que a pessoa irá fazer ou para onde ela vai nas férias;

    –  não faça o típico olhar “scanner” dos pés à cabeça nas suas colegas de trabalho, por mais que você esteja morta de inveja dela;

    – não abra o armário dos colegas no banheiro para pegar pasta de dente ou absorvente, pois ninguém merece chegar no próprio armário e ver que esá faltando algo quando mais precisa. Essa regra vale também para a comida dos outros na geladeira da copa;

    – não escarre igual a um animal ao escovar os dentes no banheiro – a estação de trabalho pode estar próxima aos banheiros e seus colegas não merecem ouvir os seus “ruídos”;

  21. Se ver alguém na rua que se sujou ou furou e  não viu, seja uma boa pessoa e avise a ela. A pior coisa é você estar suja de sangue (menstruação; o que pode acontecer com qualquer mulher) e ninguém te avisar nada. Se alguém estiver com a roupa aberta, idem. Já sentei em urina de ser humano em um banco do ônibus, porque nenhuma alma caridosa (que já sabia que o banco estava sujo) avisou;
  22. Ao ser convidado para almoçar ou jantar na casa de alguém, jamais abra a boca para dizer que você não gostou da comida ou que ela está ruim. Se a comida estava realmente horrível, melhor abster-se de qualquer comentário do que fazer um mal comentário;
  23. Não retoque a maquiagem quando estiver à mesa. Vá ao toilette para fazer isso. Também não diga que vai “ao banheiro”; é mais polido dizer que “vai ali e já volta” ou  que vai ao “toilette”;
  24. Não palite os dentes quando estiver à mesa. Essa é horrível para homens e mulheres!!! Qualquer ser vivo!
  25. Sempre que precisar se retirar de uma mesa em que outras pessoas estão comendo com você, diga “COM LICENÇA”;
  26. Não atenda o telefone à mesa. Peça desculpas e se retire da mesa por um minuto se realmente for urgente e precisar atender;
  27. Sobre madrinhas e padrinhos (de casamento e de bebês): a regra básica é: quem vai casar ou ter filho, tem total liberdade para convidar quem quiser. Tanto para casamento quanto para um bebê, a responsabilidade é muito grande e a pessoa realmente só deve escolher quem confia muito. Não importa se você namora há 30 anos a mesma pessoa ou se é casada, quem está te convidando para ser madrinha de casamento ou de um bebê é SUA amiga e não do seu namorado e marido, por mais que a sua amiga já conheça há décadas o seu amado. Ainda assim ela não tem a menor obrigação de convidá-lo, afinal de contas, um dia o namoro ou casamento pode acabar e a sua amiga nem elegeu quem realmente desejava. Por fim, jamais desfaça um convite que já foi feito para ser madrinha; isso é abominável;
  28. Se recebeu um convite para uma festa, chá de bebê, casamento ou o que seja, e se nesse convite há um R.S.V.P., ligue para o número indicado e confirme ou não a sua presença, afinal de contas, a pessoa teve o trabalho e a delicadeza de preparar um convite para lhe enviar;
  29. Ainda sobre convites, vale a pena seguir a indicação de traje – por uma questão de respeito e elegância. Se você não sabe a diferença entre os tipos de traje, o Google está aí para todo mundo pesquisar. Ainda assim, se não tiver acesso à internet, pergunte à sua avó,  mãe ou tia, pois elas certamente porderão te ajudar;
  30. Sobre casamentos: se foi convidado, leve um presente. Não vá de mãos abanando. E de preferência mande entregar no endereço solicitado (se houver), e conforme a lista de casamento;
  31. Casando: sei que muitas noivas ao redor do mundo sofrem na hora de preparar a lista de convidados, mas, se você vai convidar alguém que é casado ou que você conhece há família há  muito tempo, por favor convide “FULANO DE TAL E FAMÍLIA”. Principalmente para casais, jamais convide só um ou outro;
  32. Vale o investimento de um manual ou  livro que ensine como portar-se à mesa. Não é anormal não saber utilizar os talheres corretamente, mas vale a pena saber a diferença entre um e outro;
  33. Saindo com um rapaz: isso já é uma opinião bem pessoal, mas resolvi escrever assim mesmo. Se você vai sair com um cara pela primeira vez, não saia dizendo na hora de pagar a conta, que você paga ou racha com ele. Não faça isso!! Ao meu ver, a mulher não precisa atingir extremos. Não precisa ser uma feminista e tampouco uma submissa. Acho que todas as mulheres podem muito bem ser inteligentes, cultas, independentes, terem seu próprio dinheiro e nem por isso deixarem de ser FEMENINAS, mulherzinhas mesmo. Hoje em dia há uma inversão de papéis, não sei se por culpa da mulher que quis ser independente e jogar na cara dos homens, ou se os homens viraram uns belos de uns panacas naturalmente (e se você se deparar com um deles e isso acontecer no primeiro encontro e você se incomodar, fuja). Para mim um homem deve sempre ser cavalheiro, e não só no primeiro encontro (se possível). Ele jamais deve deixar uma mulher abrir a carteira, afinal de contas ela gastou um montão para vestir-se bem, perfumar-se, comprar maquiagem, fazer cabelo barba e bigode. Não é mesmo? Além disso, você estará dando a graça de sua companhia à ele ;). Pense bem. É claro que há exceções, como: um casal de adolescentes – os dois não trabalham e vivem de mesada, então é natural que dividam a conta. Ou então se você é casada, é normal o casal dividir os gastos, mas aqui me refiro aqui a uma situação de NAMORO;
  34. Sobre como valorizar-se para um cara: Se vocês marcaram um encontro tal dia e ele ficou de te ligar para marcarem o horário, não espere até o final do dia para saber se vai sair ou não. Tem homem que é muito cara-de-pau e só te liga 1 ou 2 horas antes do encontro marcado para confirmar. Não senhora, nada disso! Valorize-se. Você não é como uma fruta que está lá na feira à disposição para qualquer um levar. Se ele só confirmar com você já na parte da noite ou 1 hora antes do encontro, pode parecer que você não tinha nada para fazer e está desesperada para sair, aceitando todas as condições dele. Demorou, perdeu. Diga que ele demorou muito a te ligar e que você não está à disposição, que infelizmente já tem outra programação. E, somente se lhe convir, aceite remarcar o encontro com a criatura.

Ufaaa, escrevi demais e ainda assim tenho certeza de que me esqueci de algo. Aceito sugestões para a PARTE 2 ;)!

Follow:

4 Comments

  1. 5 de março de 2013 / 11:17 pm

    Amei! Concordo plenamente!

    Na real, eu só acho que palitar os dentes é NUNCA, em vez de na frente das pessoas hahahahaha

    e eu sempre sou cara de pau e pergunto de onde é o que a pessoa está usando (mas elogio antes sempre 🙂 só nunca pergunto quanto foi!

    beijos

    • 6 de março de 2013 / 6:01 pm

      Lu,

      Hahahah, tem razão! Palitar os dentes é nojento. O fio dental está aí para isso, né??!

      Tá vendo, você é esperta e educada: elogia primeiro e nunca pergunta o preço :P, heheh.

      Beijos.

  2. Emanuel Amarante
    12 de março de 2014 / 7:25 pm

    Interessante este Post. Parabéns! Também gosto de Boas Maneiras. Embora não seja mulher, são dicas úteis..

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *